Um relato de uma atleta amadora

Olá, meu nome é Maria Clara Steil, sou uma atleta amadora de corrida de rua. Mesmo tendo outra profissão eu me considero uma atleta, pois a palavra atleta provém do grego athletes e por sua vez do termo aethos, que significa esforço. Atendendo a sua origem etimológica, o atleta é aquele que compete com esforço por um prêmio. Portanto, eu sou uma atleta! 

Ninguém melhor do que os atletas amadores para saberem  o quanto de esforço diário temos que fazer para praticarmos o esporte. O prazer de cruzar a linha de chegada, de melhorar a cada prova, de ultrapassar limites é inexplicável, só quem corre sabe que essa sensação superar  todas as dificuldades. Entretanto, se você é um corredor amador que enfrenta batalhas diárias e mesmo assim acorda cedo no final de semana para correr, parabéns, você é um vencedor.

A maioria dos atletas amadores começa a correr por algum motivo; para emagrecer, sair do sedentarismo, porque o médico encaminhou, ou porque algum amigo incentivou. Enfim, se você está nesse estado de começar alguma prática esportiva já vou deixar  uma dica; não desista! 

No começo sempre é difícil, você trabalha o dia inteiro e abdica do seu tempo de descanso para correr, é cansativo, mas fizemos por um objetivo maior. Por isso, o primeiro passo para não desistir  é estabelecer metas, metas que você consiga cumprir, assim quando completar o objetivo proposto, vai ser estimulado a querer mais e não pensará em desistir, seu pensamento será apenas o “quero mais”.

Ao realizar isso e enfrentar todas as dificuldades que o dia a dia nos proporciona, terá uma rotina e quando menos esperar,  vai estar deixando de sair na sexta e começará a  cancelar festas com os amigos, pois tem treino ou um prova de corrida no dia seguinte. 

Isso aconteceu comigo, por incrível que possa parecer, em 2017 eu não corria 3km, fui inserindo tiros de 100m, entre os exercícios de musculação, depois eram 3 minutos de corrida,  intercalando com a musculação e quando menos esperava eu corri meus primeiros 30 minutos sem parar. Foi incrível! Os treinos foram aumentando e o compromisso também, em 2019 completei minha primeira meia maratona, pra quem não corria 3km correr 21km, foi superação total!

E quem disse que vou parar por aqui? Agora que cumpri um dos meus objetivos vou continuar treinando e me dedicando a objetivos maiores.

Lembrando que tudo isso foi possível, pois tive acompanhamento e orientação de um profissional de educação física, a minha preocupação era apenas em realizar os treinamentos proposto e ter paciência, pois o resultado não vem de uma hora para a outra, é uma construção que deve ter cautela, subindo um degrau de cada vez.

Por: Maria Clara 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *