usain bolt wallpaper6 - Concentração: Aonde estão seus pensamentos enquanto você corre?

Concentração: Aonde estão seus pensamentos enquanto você corre?

Alguns corredores dizem que usam a corrida para esvaziar a mente e deixar de pensar nos problemas pessoais e profissionais. Outros dizem que usam a corrida justamente para clarear as ideias e organizar os pensamentos. Seja lá qual for a relação entre pensamentos e corrida para você, é certo que o conteúdo dos seus pensamentos interfere no seu desempenho de duas maneiras: atrapalhando ou ajudando.

Presta atenção!

A atenção é a capacidade de responder predominantemente aos estímulos importantes da tarefa do momento, ou seja, consiste em (1) identificar os estímulos importantes para direcionar seus pensamentos e ações naquele momento e (2) manter esse esforço nesses alvos. Trazendo para o cotidiano, a atenção é a capacidade que eu preciso ter para escrever esse texto, que é a minha importante tarefa do momento, e deixar de lado outros estímulo que chamam a atenção: a televisão ligada no outro cômodo e  mensagens chegando no celular, por exemplo. Atenção também é a capacidade exigida por um corredor prestes à correr 800m quando entra na pista e precisa dar o seu melhor ao ouvir o sinal sonoro. Se ele não está atento nos estímulos importantes da tarefa, mas seus pensamentos estão direcionados em outros focos (família, torcida, equipe), seu desempenho pode ser prejudicado. 

usain bolt wallpaper6 - Concentração: Aonde estão seus pensamentos enquanto você corre?

Ou quando o foco de atenção de um maratonista é abalado por uma série de pensamentos disfuncionais e pessimistas sobre seu desempenho lá no 32 km, também é bem possível que o desempenho seja prejudicado. No entanto, acreditar que não terá pensamentos disfuncionais e conseguirá garantir atenção 100% plena no momento não é possível, faz parte da experiência esportiva ter alguns pensamentos distratores. Assim como na ansiedade, como foi discutido no último texto, trata-se de entender que a atenção é flutuante e que temos a capacidade de treiná-la para nos ajudar no esporte.

Entenda os 4 focos da atenção.

Faz parte do trabalho psicológico entender por onde anda seus pensamentos. Nossa atenção pode ser compreendida enquanto direção ( externa ou interna) e enquanto amplitude (amplo ou estreita). No tipo de atenção externa, nossos pensamentos estão direcionados à estímulos externos do ambiente (as informações que aparecem na esteira ou as placas marcando os quilômetros de uma prova). Já no tipo de atenção interna, o foco está nos nossos estímulos internos, como as dores e os pensamentos. Com a atenção ampla, conseguimos prestar atenção em mais de um estímulo de uma vez, e com a atenção estrita, selecionamos apenas 1 ou 2 estímulos para nos concentrar. Além disso, também somos capazes de combinar os focos de atenção:

  • Atenção externa ampla: quando o atleta percebe muitos estímulos do ambiente. Pode ser útil em ambientes dinâmicos, como quando um corredor deseja encontrar algum colega de equipe numa prova, mas também pode ser prejudicial se o corredor fica com a atenção muito difusa e em aspectos não relevantes.
  • Atenção externa estreita: quando o atleta se concentra em 1 ou 2 estímulos externos. Por exemplo, quando num treino longo difícil, o corredor seleciona um farol da praia como um ponto para finalizar seu treino. Se concentrar nesse único estímulo pode ajudar esse corredor a completar o treino.
  • Atenção interna ampla: quando o corredor presta atenção em diversas sensações corporais, como: pisada, postura, movimentação dos braços, alguma possível dor, pensamentos e emoções. Esse tipo de atenção funciona como um tipo de análise para tomar decisões, como: pausar o treino para hidratação ou finalizar um treino por identificar uma dor incomum.
  • Atenção interna estreita: quando o atleta se concentra em 1 ou 2 estímulos internos. Também pode ser útil na tomada de decisão, mas também pode ser um foco de atenção bem difícil de lidar quando focamos em sensações desagradáveis, como em uma dor e nos pensamentos que vem em sequência.
 E aí, qual tipo atenção é melhor na corrida?

Nenhuma, e essa resposta serve para todos os esportes. Todos os os focos de atenção são úteis, e quando mal dosados, podem atrapalhar. Como vimos, o foco de atenção interno amplo pode ajudar bastante no “escaneamento de sensações” para a tomada de decisão num foco de atenção interno estreito. Por outro lado, se concentrar demais em um único estímulo interno, como um pensamento sobre possível mal desempenho, pode atrapalhar a performance e de fato prejudicar o resultado. Portanto, o caminho é transitar por esses focos de atenção. Saber qual é o mais importante para determinado momento do seu treino ou prova pode ser possível quando o tempo de prática na corrida  vem acompanhado de uma preparação psicológica.

Por, Anna Vitoria Renaux

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *