Alongamento

O alongamento deve ser feito antes ou depois do exercício?

O alongamento deve ser feito antes ou depois do exercício?

Antes de mais nada, vamos entender o alongamentos; são exercícios voltados para o bem-estar e saúde de todos. O principal efeito é o aumento da flexibilidade, que é a maior amplitude de movimento possível de uma determinada articulação. Os alongamentos podem ser feitos sempre que for necessário, com intuito de relaxar a musculatura tensionada ou aumentar a amplitude articular. Caso seu intuito seja ganhar potência, na atividade que for realizar, o alongamento não será a melhor saída.

Alongamento

A ciência vem estudando os impactos do alongamento sobre o desempenho do indivíduo. Os estudos demonstram que pode produzir efeitos deletérios em determinadas valências físicas, evidenciando não ser tão efetivo para melhora do rendimento, principalmente nos testes que envolvam força e potência muscular. Portanto, ao ser realizado com efeitos positivos, deve-se levar em consideração o periodo de treinamento e respeitar a pausa entre uma sessão e outra.

Porque o Alongamento diminui o seu rendimento?

Existem dois tipos de mecanismos para explicar o porquê o alongamento, antes do exercício, diminui o seu rendimento.

Primeiro: Ao executá-lo ocorre uma degradação na estrutura da fibra. Afetando, desta forma, o desempenho de atividades de potência e força em diferentes graus, considerando que o efeito de deformação tecidual não é linear ao longo do tempo.

Segundo: Diretamente atrelado ao primeiro, a deformação tecidual promove um estresse metabólico, retardando o recrutamento de fibras para a execução das atividades. 

Para entendermos um pouco mais, vamos aprofundar na anatomia e composição tecidual: O músculo se constitui por filamentos grossos e finos, sendo conectados por pontes cruzadas. Para ocorrer contração um filamento se sobrepõe o outro. Entretanto o movimento fica prejudicado quando ocorre uma ruptura das pontes cruzadas (danos na estrutura), ocorrendo assim, uma menor potência muscular.

Então o alongamento é ruim?

De maneira alguma. O alongamento é um treinamento, com uma importância fundamental para a melhora de seu desempenho atlético. Porém, quando executado antes de provas, com características de potência, as quais a tenção fibular é consideravelmente alta, pode acarretar em uma perda de performance. Em contra partida, os alongamentos quando feitos de maneira adequada, geram inúmeros benefícios para o atleta amador, separei alguns deles com uma breve explicação, veja:

Benefícios do alongamento

Alongar o corpo regularmente reduz a tensão muscular, melhorando a postura, evitando o desconforto que poderia surgir com uma má postura. 

O alongamento faz com que você tenha uma maior amplitude articular, oferecendo maior eficiência no movimento, ou seja, menos força para a execução.

O alongamento alivia a tensão muscular, muitas vezes responsável por dores nas costas, no pescoço e na cabeça. Além disso, alongar relaxa o corpo e a mente, ajudando no alívio do estresse.

Os alongamentos aumentam o fluxo sanguíneo nos músculos, que é muito importante para a recuperação após lesões musculares.

Conclusão

O alongamento é um ótimo exercício físico, que trará inúmeros benefícios para a nossa saúde e bem-estar. Entretanto, ele, como qualquer exercício, deve ser realizado no momento certo e com o suporte necessário, respeitando a individualidade de cada pessoa. Lembrando que o auxílio de um profissional de educação física é indispensável para a prática de qualquer exercício. 

 

Planilhas de treinamento de corrida

Melhore seus resultados com nosso programa de coach

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *