Curiosidades Históricas sobre a Maratona Feminina

Curiosidades históricas sobre a maratona feminina

A História do início da Maratona Feminina

Nada melhor do que unir a maratona com histórias espetaculares não é? Por isso, separamos para vocês um texto especial sobre a história da maratona feminina

Para isso nós temos que falar sobre Kathrine Switzer, a primeira mulher a correr uma maratona.

A data que mudou a história do esporte foi 17 de abril de 1967, na Maratona de Boston

A História do início da Maratona Feminina

Switzer sempre foi apaixonada por esportes, no colegial queria ser Cheerleader, mas os tempos era muito diferentes de hoje.

Mulheres na maratona era algo visto como outro mundo, apenas homens podiam participar, mas Kathrine queria fazer diferente. 

 

Ela treinava com a equipe masculina de cross-country da sua universidade e escutando as histórias do seu treinador sobre a Maratona de Boston, decidiu “Eu vou fazer a Maratona de Boston”

Mas logo escutou de seu treinador: “Mulheres são muito frágeis para a Maratona”

Ela analisou o regulamento e percebeu que, oficialmente, as mulheres não era impedidas de correr a Maratona de Boston, pois não existia nada no regulamento que impedisse a participação de Corredoras

Kathrine fez sua inscrição e a organização imaginava ser um formulário preenchido por um homem

O dia da prova

No dia, Switzer se dirigiu a largada com moletom e calça, para evitar ser reconhecida pelo corpo, mas os cabelos na altura do pescoço não a esconderam

Após a largada ela foi bem acompanhada pelo namorado, mas a notícia correu rápido. O rígido organizador da prova Jock Semple ficou sabendo do acontecido e foi ao encontro de Kathrine para afastá-la da prova (Na foto, Semple está com paletó preto)

Como Switzer mudou a história...

O namorado a ajudou a separar Semple e assim o emblemático número 261 da Maratona de Boston de 1967, mudou para sempre a história do esporte, pois naquele dia Switzer completou a prova e poucos anos depois ajudou a organizar a primeira categoria feminina da Maratona de Boston.

Hoje a Maratona Feminina só é possível por esse início turbulento, mas heroico e necessário, por Kathrine Switzer. E com pouco tempo já tem tanta história, o que será que podemos esperar dessa prova?

Assine nosso boletim informativo

Fique por dentro do mundo da corrida. Assine nosso boletim informativo e receba toda semana conteúdo em primeira mão.

Click e faça parte de nosso grupo no Telegram

Compartilhar no telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Feito para você

Não perca

30 dias gratuitos

UM APP FEITO PARA CORREDORES

Faça seu pré-cadastro para garantir a sua vaga no maior app de corrida.