Cuidados na Alimentação: Os Micronutrientes ajudam a correr mais rápido?

Micronutrientes na Alimentação para Corredores

Micronutrientes

Vitaminas e minerais, são nutrientes essenciais para o funcionamento do organismo, atuando como coenzimas, antioxidantes e hormônios, desde o metabolismo energético até o sistema imunológico. O exercício físico, principalmente extenuante, pode atuar como agente estressor ou causar diminuição da concentração das vitaminas e minerais, por conta da sudorese, aumento do estado inflamatório e aumento da necessidade nutricional.

Micronutrientes na Alimentação para Corredores

São substâncias orgânicas encontradas em pequenas quantidades em uma vasta variedade de alimentos. Assim, as recomendações de consumo também são baixas. São essenciais para o bom funcionamento geral do organismo, atuando em vários processos metabólicos, sendo responsáveis pela regulação do equilíbrio do organismo. Entre eles, estão: vitaminas e minerais.

Diferença entre os Micronutrientes

As vitaminas são divididas de acordo com a sua solubilidade, em  lipossolúveis e hidrossolúveis. As lipossolúveis são transportadas e absorvidas por meio dos lipídios consumidos diariamente e possuem papel importante na diferenciação celular, regulação do metabolismo mineral, defesa antioxidante e coagulação sanguínea. Por serem solúveis em gordura, elas são armazenadas no organismo no tecido adiposo.

Por sua vez, as hidrossolúveis em grande importância no metabolismo energético, de carboidratos, lipídios e aminoácidos, a formação de neurotransmissores e na defesa antioxidante. Estas, por não possuírem reserva, são excretadas pela urina quando consumidas em excesso.

Os minerais também entram nessa conversa

Os minerais também são classificados em dois grupos, de acordo com a necessidade diária de ingestão, sendo macrominerais, maior ou igual 100mg/dia e oligoelementos, menor ou igual 100mg/dia. Possuem funções que envolvem a regulação da saúde óssea, formação celular de energia, carreamento de oxigênio, efeito antioxidante, participação no metabolismo de hormônios, como os tireoidianos.

Os micronutrientes, sobretudo os que possuem efeito antioxidantes, também podem amenizar os efeitos negativos do estresse oxidativo produzidos durante a prática de exercício. São eficientes no combate a esses radicais livres, substâncias  produzidos pelo corpo no processo de respiração, por isso, durante o exercício físico há aumento destes compostos, o que pode ser balanceado pela ingestão de nutrientes antioxidantes. Vale ressaltar que antioxidar em excesso, pode trazer prejuízo ao corpo também e minimiza os efeitos positivos da inflamação aguda por meio da prática do exercício: adaptação ao treino, renovação muscular, aprimoramento metabólico e cardiovascular.

A forma de você aplicar no seu dia a dia

Esse é o primeiro texto de uma sequência sobre Micronutrientes e Alimentação. Vamos trazer para você neste início de ano para que você consiga aplicar durante sua rotina para que consiga chegar ainda melhor nos treinos e nas competições. Mas também para você que corre somente por saúde, para emagrecer ou para manter o corpo, conseguir seus objetivos, pois a alimentação é muito importante no ambiente da corrida.

Lembrando, essas dicas não substituem a importância de um profissional da Nutrição, procure um nutricionista.

Abraços Família X-Training, nos encontramos no topo do pódio!

Assine nosso boletim informativo

Fique por dentro do mundo da corrida. Assine nosso boletim informativo e receba toda semana conteúdo em primeira mão.

Click e faça parte de nosso grupo no Telegram

Compartilhar no telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Feito para você

Não perca

30 dias gratuitos

UM APP FEITO PARA CORREDORES

Faça seu pré-cadastro para garantir a sua vaga no maior app de corrida.